fbpx

Prepara a tua Entrevista

Prepara a tua entrevista

NÃO DEIXES ESCAPAR A TUA OPORTUNIDADE

Acabaste de abrir o teu e-mail! A empresa para a qual enviaste o teu currículo respondeu-te! Tens uma entrevista daqui a sete dias. E agora, o que é que vais fazer? 

Existem duas coisas essenciais para  te destacares na tua entrevista: uma boa comunicação, verbal e não verbal, e a tua preparação. 

A pensar em ti, a Speak and Lead traz-te um artigo com os elementos chave a ter em conta na tua preparação!

A preparação da entrevista é essencial e muitas vezes é desvalorizada, no entanto quanto menos   improvisada  for, mais impactante será a tua comunicação.

Mas agora estás a questionar-te: “Mas como é que eu faço essa preparação?”.

 Nós temos a resposta para ti!

Existem dois pontos essenciais a ter em conta naqueles 7 dias antes do grande acontecimento: a análise externa e a análise interna.


ANÁLISE EXTERNA – CONHECE A EMPRESA

A análise externa é essencial para que conheças bem a empresa e para que nenhuma pergunta sobre esta te apanhe desprevenido.

O primeiro passo a fazer é visitar o site da empresa e analisares a sua missão, visão e valores. 

Consulta ainda pelo menos duas das suas redes sociais como, por exemplo, o LinkedIn e o Instagram. Caso a empresa para onde te candidatas seja uma grande empresa nacional ou internacional, pesquisa no google notícias sobre esta. Isto  irá providenciar-te  informações bastante relevantes que  provavelmente não encontrarás no site. 

Depois de toda esta análise feita deves começar a formular perguntas que irás fazer ao entrevistador, questões essas que mostrem ao entrevistador que fizeste o teu trabalho de casa. Ainda sairás a ganhar, porque elas vão  ajudar-te a recolher mais informação e a criar mais empatia.

Sabias que um dos motivos pelo qual muitos candidatos não tem sucesso em entrevistas é porque falam demais? As pessoas sentem-se mais importantes quando estão a falar, mas na verdade quem queremos que se sinta importante numa entrevista é o recrutador. A tua missão é fazer com que isso aconteça, é então neste aspeto que  vais pôr em prática as perguntas que preparaste em casa. 

Tem em atenção a construção dessas perguntas, tu queres fazer o entrevistador falar, portanto recorre sempre a questões  abertas que permitam maior desenvolvimento da resposta. (ex: eu na minha pesquisa vi x e gostava de saber como é que isso irá funcionar? / na minha pesquisa vi y e gostava de saber como é que este cargo irá lidar com essa situação?) 

Isto vai-te dar três tipos de vantagens: primeiro irás destacar-te do resto dos candidatos; segundo fazes o recrutador sentir-se importante e por último, mas não menos importante, retiras informação valiosa para o teu processo de recrutamento.


ANÁLISE INTERNA – CONHECE-TE A TI MESMO

Provavelmente é impensável para ti ires para uma entrevista sem fazeres uma breve análise externa da empresa a que te candidatas. Já pensaste que uma análise a ti próprio também pode ser fundamental? Vais ver o quanto é simples fazer isto.

Primeiramente,  vais precisar de pegar no currículo que enviaste, olhar para ele e fazer esta pergunta a ti mesmo: “o que podem eles tirar daqui para usar na minha entrevista?”, porque é exatamente isso que vai acontecer! O teu recrutador vai pegar na informação que enviaste e perceber sobre o que é que ele precisa de saber mais, como é que desenvolveste certa capacidade ou até mesmo algum dado que ele possa não ter percebido. Ao analisares o teu CV vais estar muito mais confortável a responder a qualquer tipo de pergunta relacionada com este.

Outra questão que deves ter em conta na tua análise interna são os teus pontos fracos e os pontos fortes.

Esta é uma pergunta que te vai quase sempre ser colocada, por isso vais querer ter isto bem preparado, e essa preparação não podia ser mais simples!

 O truque aqui é pegar numa folha e escrever os teus pontos fracos e fortes. Escolhe apenas cinco pontos fortes e indica o seu nível de desenvolvimento de 0 a 10 (tem em conta que só podes ter uma 10/10) Vais optar só por cinco pontos para evitar que passes a entrevista inteira a divagar e consigas enaltecer o que realmente te destaca. Finalmente escreve também quais são os teus 3 pontos fracos, de forma honesta, e tenta ainda  pensar se ,actualmente, já lidas com eles e minimizas o impacto destes na tua vida. 

Analisares-te a ti mesmo na preparação vai ajudar-te a conseguires ser mais direto e conciso na tua entrevista e a não agir tanto com base no improviso. Tal al como já mencionamos anteriormente, queremos evitar este tipo de situações!
Posto isto e com todos estes tópicos, vais conseguir potenciar a tua entrevista a um outro nível e destacares-te do resto dos candidatos, uma vez que a parte à priori da entrevista é muitas vezes desvalorizada; porém é ela que te vai permitir que comeces com o pé direito e  que estejas um passo mais perto da contratação.