fbpx

As 5 fases de um discurso

Um discurso tem por norma três fases: introdução, desenvolvimento e conclusão. Em public speaking devem existir mais duas: abertura e impacto final. Em que é que consiste cada uma das fases?

ABERTURA – COMEÇA COM O PÉ DIREITO

Porque é que é importante existir uma abertura? Por norma, as pessoas demoram 7 segundos a decidir se querem prestar atenção após a primeira palavra que dizemos. Se não agarramos a atenção da audiência desde o início é muito difícil voltar a ganhá-la, pelo que temos de começar o nosso discurso em grande. 

Recomendamos utilizar um destes tipos de abertura:

  • Fazer uma pergunta – Se a pergunta for boa a audiência pode identificar-se. Se responder, cria empatia e interação connosco. No entanto, mesmo uma pergunta retórica irá captar a atenção da audiência, que irá procurar uma resposta interiormente, começando a pensar sobre o tema da nossa apresentação. A pergunta tem de ser curta, com o máximo de uma ou duas frases.
  • Usar uma citação ou uma frase chave – Qual a diferença entre citação e frase chave? Se usarmos uma citação, estamos a citar algo de outra pessoa, enquanto a frase chave é algo dito por nós. Esta última só pode ser usada se já formos vistos como especialistas na matéria. A vantagem de utilizarmos uma citação, em vez de colocarmos uma pergunta à audiência, é darmos credibilidade por associação ao nosso discurso – se nos estamos a associar à pessoa que estamos a citar estamos a transmitir a imagem de que devemos ser levados a sério. A citação também tem de ser curta.

INTRODUÇÃO – MOSTRA POTENCIAL

Na introdução, para além de apresentarmos o tema do nosso discurso, devemos transmitir à audiência porque é que devemos ser levados a sério, dizendo o que é que fizemos de relevante ao longo da nossa vida.

Apesar de ser uma melhor aposta fazer os agradecimentos na conclusão, existem alguns casos em que devem ser feitos na introdução: quando o ambiente é mais formal ou quando, mesmo sendo mais informal, achamos que alguém que esteja a assistir irá levar a mal os agradecimentos só serem feitos no final do nosso discurso.

DESENVOLVIMENTO – ENTRA EM DETALHE

É nesta fase do discurso que iremos abordar e desenvolver o nosso tema. Esta parte do discurso irá ser analisada e aprofundada num artigo futuro.

CONCLUSÃO – FAZ UM REFRESH

A conclusão deve ser utilizada para dizermos à nossa audiência o que é que, do nosso discurso, tem de ser lembrado. Isto pode ser feito de duas formas: usando uma introdução inversa, em que voltamos a dizer à audiência sobre o que é que falamos; ou dizendo à audiência do que é que se deve lembrar da nossa apresentação e o que deve fazer com a informação que lhe fornecemos.

Além disso, como foi referido, os agradecimentos devem ser feitos nesta fase do discurso. Ao começarmos a agradecer, a audiência percebe que estamos a acabar e começa a prestar mais atenção ao que estamos a dizer – o momento ideal para o impacto final. Ou seja, usamos os agradecimentos a nosso favor para recuperar a atenção da audiência, se eventualmente a perdermos durante o discurso.

IMPACTO FINAL – ACABA EM GRANDE

Já toda a gente assistiu a filmes que começam e acabam da mesma forma. Porque é que isto acontece? A audiência até pode não se lembrar de tudo o que aconteceu durante o filme, mas irá recordar-se de que começou e acabou da mesma forma. 

Como podemos aplicar isto no nosso discurso? Se começamos com uma pergunta, acabamos fazendo outra pergunta ou dando resposta à pergunta inicial. Se começamos com uma citação, acabamos com outra citação da mesma pessoa ou de uma pessoa que estude a mesma área, por exemplo. Atenção, não é obrigatório usar esta técnica em todos os nossos discursos, mas será um bónus se o fizermos

Mesmo se não usarmos a técnica referida, é sempre uma boa ideia termos uma abertura e um impacto final. Se começarmos o nosso discurso em grande temos mais atenção da audiência, e se acabarmos em grande é mais fácil lembrarem-se do nosso final, acabando por reter melhor a informação transmitida.

Agora que já sabes em que é que consiste cada uma das cinco fases, não te esqueças de as implementar quando fores fazer o teu próximo discurso!

Tens interesse em saber mais sobre como falar em público? Inscreve-te no nosso curso de Public Speaking: https://speakandlead.pt/curso/public-speaking-live-training-20-21-22-maio/

Queres saber de que forma te deves preparar para teres uma apresentação de sucesso? Lê este artigo a seguir: https://speakandlead.pt/artigo-preparar-apresentacoes/

Artigo redigido por: Rita Melo